Atletas da Fé

histórias de milagres

Telma

         O Espírito Santo busca os corações sinceros e os converte ás vezes de maneira muito extraordinárias.

Foi desta forma que Ele atuou para transformar a vida da dona Telma. Esta senhora é a mãe da Gláucia, a jovem que foi convertida enquanto eu pregava no velório do meu irmão Jackson. Isto aconteceu na cidade de Vicente de Carvalho, estado de São Paulo. Leiam que linda conversão:

          Após o batismo da Gláucia, eu lhe fazia constantes visitas. Geralmente, em todas estas visitas, a mãe da Gláucia, dona Telma, me cercava com várias perguntas. Por ela fazer parte de uma igreja pentecostal, sua maior interrogação era saber se a sua filha havia sido batizada pelo Espírito Santo. Minha resposta, sempre da mesma forma, era que ela havia sido batizada em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, portanto, recebera também o batismo deste membro da Trindade.

          Mas, a mãe da Glaucia não se dava por satisfeita e constantemente me perguntava a respeito da guarda do sábado e dizia que Jesus havia abolido este mandamento e, sendo assim, não temos mais a obrigação de guardá-lo. A essas indagações eu rebatia dizendo que este é um assunto tão sério, tão ligado a salvação ou morte eterna, que preferia esperar um dia em que Deus me iluminasse o Espírito, a fim de que pudesse sentar e conversar examinando as Escrituras Sagradas. 

          E, pela bondade de Deus, este dia não demorou, porque em um sábado pela manhã, enquanto me encontrava em um local sossegado e meditava nas maravilhas da criação, ouvi uma voz me dizendo para procurar a dona Telma, ainda neste dia e lhe oferecer um estudo completo sobre a guarda do sábado. Imediatamente, peguei uma Bíblia, chamei o meu filho Grégori e fomos juntos para a residência daquela senhora, onde chegamos por volta das 16:00 horas.

          Quando cheguei, disse que Deus preparou aquele dia para que eu lhe pudesse explicar sobre a doutrina do sábado e sanar-lhe qualquer dúvida sobre este importante ponto da fé adventista. Ela me recebeu com cortesia e disse que ouviria com  atenção. Então, com  cautela e tato, fui explicando-lhe de Gênesis a Apocalípse as verdades não reveladas nas outras religiões com respeito a questão do sábado.  

          Assim, depois de umas 4 horas de estudos, com várias indagações e respostas convincentes a todas as questões, a dona Telma, emocionada, chorando, pediu-me para comunicar ao pastor da igreja de Vicente de Carvalho que ela havia compreendido a razão da guarda do sábado e, portanto, queria ser batizada o quanto antes. 

          Esta senhora, confiante que finalmente encontrara a verdade que tanto buscava, foi batizada 15 dias após entregar sua vida a Jesus, tornando-se a terceira pessoa em sua família a aceitar a fé que professamos. As outras duas são sua filha Gláucia e seu noivo Rivaldo.           

          Amém, glória ao Deus criador dos céus e da Terra.

Open chat