Atletas da Fé

histórias de milagres

Hélio Jorge

       Aquele sábado iria ser como outro qualquer na igreja de Santa Cruz, bairro da Zona Oeste do Rio de Janeiro. Seria sim, não fosse a presença de um cidadão que ninguém conhecia e que entrou aos berros na igreja, dizendo que veio para buscar sua esposa e seu filho, pois não aceitava que eles estivessem frequentando uma igreja que é uma “seita”.

Os diáconos foram reunidos para tentar acalmar o invasor que encontrava-se um tanto nervoso. Entre eles estava eu, porque também fazia parte do diaconato naquela igreja. Todos procuravam dialogar com o cidadão que se dizia membro da Igreja Universal do Reino de Deus e que fiquei sabendo chamar-se Hélio Jorge. 

         Me aproximei e perguntei porque ele estava tão nervoso. Respondeu-me rispidamente dizendo que sabia que nossa igreja é uma seita e que não queria ver sua esposa e seu filho envolvidos conosco. Fiz outra pergunta, desta feita querendo saber em que ele se baseava para afirmar categoricamente que somos uma seita. Então, apresentou-me um pequeno livro que trazia em baixo do braço, que tinha por título, “Toda a verdade sobre o Sábado”. Livro este que, segundo ele, explicava porque nossa igreja é considerada pelo mundo evangélico como uma seita. 

          Neste ponto da conversa, eu peguei uma Bíblia, mostrei-lhe e perguntei se ele conhecia bem a palavra de Deus. Para minha surpresa, este me falou que nunca fez um estudo bíblico e que conhecia muito pouco a respeito das principais doutrinas bíblicas. Então, aproveitei a situação para lhe fazer uma proposta e um desafio, dizendo:

          – Meu caro amigo. Você veio até aqui para nos acusar de sermos uma seita baseado em um livro escrito por homens. Nós sabemos que todos os homens cometem falhas e, as vezes, são muito equivocados. Por isso, quero lhe fazer uma proposta: Ofereço a você um estudo bíblico no qual a única fonte de consulta vai ser a palavra de Deus e, caso esse estudo lhe esclareça que nossa igreja não é uma seita, gostaria que o senhor me prometesse deixar sua esposa e seu filho frequentarem a igreja normalmente. 

          O moço, chamado Hélio Jorge, disse que iria pensar e depois me dava uma resposta. O convidei a assistir ao restante do culto. Fiquei surpreso quando o mesmo, ao ouvir a mensagem daquele culto de sábado, me procurou no final e disse que queria começar os estudos bíblicos. Marcamos o primeiro estudo para o sábado, à tarde, em sua casa. 

          Aquela semana transcorria como outra qualquer. Eu, todos os dias, tirava um tempinho para estudar a bíblia e preparar os temas para passar ao Hélio Jorge. No entanto, algo anormal aconteceu, pois, na quarta-feira desta semana, tive um sonho e nesta noite alguém me disse que quando fosse dar os estudos ao Hélio, a primeira coisa que iria fazer seria contar como conheci a Igreja Adventista do Sétimo Dia. Este testemunho deveria preceder ao primeiro estudo. A pessoa que no sonho me pediu para assim proceder, também me ordenou que jejuasse até ao dia em que fosse dar os estudos. 

          Assim, atendendo a este apelo dos céus, jejuei e orei desde a quarta-feira até ao sábado a tarde e, chamando meu filho Grégori para ir comigo, me dirigi à casa do Hélio. Quando lá cheguei, disse que precisava conversar em particular e ele me levou até ao quarto e lá, comecei a contar o testemunho de minha conversão. Expliquei-lhe em detalhes como Deus me revelou ser a Igreja Adventista do 7° Dia sua casa aqui na Terra e mostrei-lhe da urgência com que devemos nos preparar para a volta de nosso Senhor Jesus Cristo.

         Quando terminei o relato de como conheci Jesus e a Igreja Adventista, o senhor Hélio Jorge caiu em prantos. Chorava forte e alto e nós não sabíamos o que se passava. Muito menos como lhe consolar, pois, ficamos sem saber o que havíamos falado que pudesse estar provocando tamanha emoção. Passados alguns minutos, se calou e começou a nos contar um história arrepiante: Disse que havia feito um pacto com Satanás. Que entregara sua alma ao poder das trevas, em troca de fama e riqueza. Contou-nos que tudo começou quando ainda era jovem, aos dezessete anos, ao visitar um Centro Espírita onde lhe falaram que se fazia sessões de bruxarias para dar-se a alma ao diabo em troca das riquezas deste mundo. Disse que não pensou duas vezes em fazer este pacto e todos os meses comparecia as reuniões espíritas a fim de doar um pouco do seu sangue para a oferenda a satanás.

          Contou-me, então, que a partir deste acordo, tudo em sua vida começou a dar certo e que em pouco tempo estava com sua situação financeira bem estruturada, chegando a montar uma empresa com mais de 500 funcionários. Porém, logo descobriu que o dinheiro, a fama e a estabilidade financeira, não lhe trouxeram felicidade e ele desejou cortar o pacto feito com satanás. 

         Para isso, deixou de freqüentar as sessões espíritas e também parou de doar sangue, como também de usar as roupas dos deuses das trevas. O triste desta história é que após quebrar o acordo com o inimigo, todos os bens que havia conseguido, começou a desaparecer de suas mãos: sua empresa faliu, seus amigos sumiram e seus bens foram hipotecados para pagamento de dívidas que ele não sabe como fez. 

          Então, após contar-me este fantástico relato é que Hélio Jorge pode explicar-me a razão porque tanto chorava: Disse que tendo deixado de servir a satanás, desejou ter um encontro com o Deus verdadeiro. Com esse fim, procurou a Igreja Universal do Reino de Deus e ali doou o restante de suas economias. No entanto, sua esposa e filho, tendo estudado a Bíblia com uma jovem da Igreja Adventista, resolveram seguir este caminho e, por esta causa, os perseguia. 

          Agora, tendo ouvido o testemnho de como Deus me mostrou ser a Igreja Adventista sua casa aqui na Terra e tendo maltratado sua família por estarem nesta esperança, pediu-me que chamasse o pastor, pois, naquele momento, desejava pedir o batismo imediatamente. E, pela glória de Deus, assim aconteceu, ou seja, Hélio Jorge estudou comigo durante uma semana e foi batizado, passando de filho e servo das trevas para filho da luz, da graça e misericórdia de Deus. 

Open chat